domingo, 3 de maio de 2020

beatles

ontem conversando com um amigo, lembramos de que todo desenho animado tinha uma banda. essa coisa do yuka falar que queria ter uma banda por causa dos impossiveis; acho que todo guri queria uma banda, essa coisa do kiss de ser um super heroi. lembrei do maguila gorila que tem um episodio que tem uma musica inteira.
pantera cor de rosa, flintstones todos os desenhos da hanna-barbera
falamos do vila sesamo, lembro de aprender o abecedario cantando a musica, tinha o garibaldo e o gugu, tinha a musica do funga-funga
tinha a serie do batman, tinha o kung fu com david carradine, que faria o kill bill anos depois, tinha a coisa das trilhas de novela, lembro muito do michael jackson cantando ben a tal musica do ratinho, eu sempre chorava sei lá porque
o que eu nunca entendi foi como os beatles entrou na minha vida.
até sei que tinha um desenho mas eu não lembro. lembro do desenho dos jackson 5, dos harlem globetrotters, josie e as gatinhas etc, mas dos beatles não.
sei que apesar de ouvir muita musica no radio, acabei virando beatlemaniaco.

a famosa mesbla do passeio era onde comprava os meus discos dos beatles. quase sempre os meus pais iam lá, mesmo que só pra passear, eram sei lá quantos andares, pra mim um mundo. e sempre enchia o saco deles pra comprar um disco dos beatles. era só beatles.
um dia a vendedora chega pros meus pais e oferece um outro disco de uma outra coisa. ela conseguiu empurrar um disco do dire straits!!! sim, aquele que tem sultans of the swing!!!

algum tempo depois, meu tio binho passou um tempo morando aqui em casa.
ele era o meu tio hippie, cabeludo, moderno, garotão. pegou de frente os dzi croquettes.
um dia ele aparece com um amigo aqui em casa. ele fala pra mim que ele era gringo, ingles. quando descubro que o gringo era ingles, a primeira coisa que eu quero saber é se ele gosta dos beatles. o gringo explica que beatles não tá com nada e saca um disco que não era nem um lp nem um compacto, e coloca o disco bem diferente na vitrola da sala. meu tio explica que o gringo era garçon lá em londres e que juntou dinheiro durante um ano inteiro pra vir conhecer o brasil. ah, sim, o disco era de uma banda chamada the clash.

na minha cabeça esse meu tio meio que morou aqui em casa. minha mãe disse que ele passou apenas uns meses aqui, mas lembro muito dele dançando na sala, lembro de alguns amigos dele, tudo hippie.
muitos anos depois fui numa festa na casa dele. eu já trabalhava com o planet hemp e acabamos fumando um junto. foi a ultima vez que eu o vi. morreu de aids.
ele era bailarino, enfermeiro, fazia ponta em novela da globo
foi pros estados unidos de carona. passou um ano nessas, indo pra argentina, chile, bolivia, mexico, ate chegar nos eua. chegou lá e foi pego pela imigração
acho que da parte da familia da minha mãe ele talvez tenha sido a unica boa influencia, essa coisa de acreditar que voce é capaz, que voce pode ter um sonho e realizar, essa coisa de aventureiro.
tenho saudades dele.